quinta-feira, junho 21, 2007

A. Amaral (2)

Noutros tempos, nos tempos dos newsgroups e da velhinha hierarquia *.pt, eu era frequentemente confundido com um homónimo. Era o senhor padre António Amaral, um jesuíta que devia ser o cromo das informáticas pelos seus sítios, porque era uma presença assídua em muitos debates sobre a ainda insípida internet portuguesa. E havia quem estranhasse que volta e meia o senhor padre, que tinha sempre posições muito moderadas, opinasse sobre jogos de estratégia, linguagens de programação, filmes de série B de gosto duvidoso — e outros temas menos consensuais que volta e meia figuram no AADF. Nunca o conheci, apesar de termos trocado uns mails. Hoje a net é bem diferente, mas vai daqui um abraço ao senhor padre AA.

Sem comentários:

Enviar um comentário