segunda-feira, março 24, 2008

brevemente de partida

Sao os loucos de Lisboa
Que nos fazem duvidar
Qu'a Terra gira ao contrário
E os rios nascem no mar

1 comentário:

  1. E sempre a mesma posse o mesmo olhar
    De quem não mede os dias que vagueam
    Sentado lá continua a cravar
    Beijinhos ás meninas que passeiam.


    Ala dos Namorados (!)

    ResponderEliminar