segunda-feira, junho 25, 2012

No que deu o choque socialista

Transcrição integral de No que deu o choque socialista de André Abrantes Amaral n'O Insurgente:
Um dos vice-presidentes do PSD, Jorge Moreira da Silva disse, na entrevista que deu ao jornal Público (exlusivo assinantes ou em papel) que o “país precisa de um choque de empreendedorismo.” Não deixa de ser fantástico que os políticos ainda tenham, depois de todos os recursos que o estado e os seus governos já consumiram, o à-vontade para o discurso do dava-nos muito jeito se trabalhassem mais.Se se esforçassem mais. Se fossem geniais. Genial é, aliás, o termo. Pois só um génio, empreende no quer que seja, quando, e ainda antes de começar, é castigado com regras e impostos. Só alguém genialmente desinteressado, empreende para mais de metade daquilo que produz ir para os bolsos de quem, de ar sério, ponderado e reflectido, lhe diz que precisa de dar mais. E lhe diz ainda que a “mudança de mentalidades” se faz com “políticas públicas e fiscalidade”. Ou seja, com mais impostos e mais favorecimentos arbitrários.

As metas do défice público estão a derrapar devido à queda nas receitas. Com conversas como as do teor da entrevista que referi em cima, só merecem que desçam muito mais. Talvez assim percebam que o que o país precisa não é de mais gente disposta a trabalhar, mas menos gente disposta a ver nos outros uma árvore das patacas. Mais do que um choque de empreendedorismo, precisamos de um choque, sim, mas de fim de socialismo.


Sem comentários:

Enviar um comentário