domingo, julho 29, 2012

SOS Fascismo

Casa roubada, trancas à porta.:
A Câmara de Lisboa vai passar a exigir um levantamento fotográfico do interior das lojas históricas da cidade, mobiliário incluído, antes de autorizar obras nestes estabelecimentos, anunciou ontem o vice-presidente da Câmara de Lisboa, Manuel Salgado.
Ainda estou estupefacto com o fascismo da máfia do "planeamento urbano" que domina a CML - como tantas outras autarquias por esse país fora. Não só a volumetria e tipologia dos edifícios é "propriedade" do Estado, como a sua utilização económica, como o seu aspecto (fachada), como — agora — o interior. Sempre que o burocrata assim o entender, do alto da sua estalinista mediocridade. "Casa roubada"? Dificilmente. Casa a ser roubada.

Sem comentários:

Enviar um comentário