quinta-feira, outubro 25, 2012

Às ordens da UE (2)

No seguimento de Às ordens da UE, Às ordens da UE por Tiago Loureiro:

Às ordens da UE por Tiago Loureiro:
A tendência para responder a cada passo falhado rumo ao federalismo europeu com um passo ainda maior nesse sentido, que vai esmagando os povos europeus e as soberanias nacionais, tem tornado a União Europeia uma desastrosa conselheira e um péssimo exemplo.

A recente ideia de criar uma autoridade central que vigie os orçamentos de cada país e, caso entenda necessário, os condene à força implacável de um veto, apenas corresponde a mais um capítulo de uma federalização a todo o custo, centralizada na ideia de omnipotência e infalibilidade da União Europeia, que vai avançando à medida que a soberania dos Estados europeus vai sendo triturada.
As soberanias nacionais devem ser respeitadas e não ser olhadas como um obstáculo a um projecto cuja viabilidade cada vez mais é posta em causa, tropeção atrás de tropeção.

Sem comentários:

Enviar um comentário