segunda-feira, outubro 22, 2012

Rant Liberal do Dia

A propósito de IRS cobrado pelo Estado a cada trabalhador subiu 54% em dez anos,

É "interessante" que quando se argumenta que o Estado existe para esbulhar, ou seja quando se explica a imoralidade e o funcionamento da coisa - como princípios da natureza do Estado, há sempre quem (nesta sociedade social-democrata) que argumenta o contrário, que ai e tal "o Estado somos todos nós", isto faz parte da vida em sociedade, nem sequer é um mal necessário, é um imperativo moral, e sem isto voltávamos para as cavernas.

Ou seja, há de facto uma dificuldade dos liberais em fazer passar truísmos, e uma dificuldade da malta (que nunca pensou seriamente no assunto) em aceitar esses truísmos - sendo verdade que a resposta não deixa de ser reflexo condicionado de tudo o que produzem os agentes do Estado (incluindo escolas e políticos) e companheiros de caminho do Estado (media, interesses instituídos que vivem do dinheiro do contribuinte, etc).

Ora, o resultado está à vista. Cada vez mais o Estado rouba mais às pessoas. E não rouba só dinheiro. Para não falar de todo o edifício kafkiano de leis e regulamentos e repressões para-policiais, o Estado (para além de dinheiro) rouba tempo, energia, criatividade e paz de espírito. E rouba às pessoas não só no Trabalho, e no Consumo, mas também à sua "esfera" Social, Familiar, Pessoal.

Dizem muito os new-ages (com razão, mas é preciso ir além do piroso do trocadilho) que uma pessoa não deve viver para trabalhar, deve trabalhar para poder viver. E que uma pessoa não deve ser escrava do trabalho. Ora, com o Estado como está, e só chegou a este ponto porque as pessoas _quiseram_ que assim fosse, as pessoas sim trabalham para viver. Para sobreviver, porque todas as sobras, e o que não sobra, vai tudo para o Estado. Quer queiram ou não. De facto as pessoas estão a ser escravizadas pelo Estado. Que é um bom amo. que é um bom amo. que é bom para nós. o Estado somos nós.

Sem comentários:

Enviar um comentário