sexta-feira, novembro 16, 2012

A Natureza Comunista da Social-Democracia

A Natureza Comunista da Social-Democracia:
Uma ideia difundida ao longo dos tempos é a dissociação entre comunismo e social-democracia. Mais precisamente, são visões políticas, económicas e sociais que, na generalidade das situações são consideradas opostas. É uma das ideias mais enraizadas no senso comum das nossas sociedades e a maioria das pessoas a defende demonstrando a maior das convicções. Os partidários da social-democracia vão mais longe e repudiam, teoricamente, o comunismo, procurando por inúmeras vezes demonstrá-lo. Apresentam-se como opositores do comunismo e entendem que o combatem mas… será mesmo assim a realidade? Tratar-se-á de uma ideia lógica? Ou será uma deturpação e ignorância da História?
Pensando no presente, coloco mais algumas questões. Uma sociedade com uma carga tributária tão elevada, com o controlo por parte do estado das regras contratuais ao nível do mercado de trabalho e por uma constante manipulação estatal dos direitos à propriedade, não estará sujeita ao mesmo processo destrutivo de uma sociedade comunista? E sobre aqueles sectores económicos que, tradicionalmente, se consideram inviáveis fora dos tentáculos estatais? Leia-se, o sector da saúde, educação, segurança, entre outras. Não estarão também eles sujeitos a uma constante e progressiva degradação?

Sem comentários:

Enviar um comentário