sexta-feira, novembro 02, 2012

O socialismo só dura até acabar o dinheiro dos outros

Não há dinheiro. Qual destas três palavras não estamos a perceber? por Paulo Ferreira:
Contas feitas, em 2003 os salários da função pública e as prestações sociais pesavam 71,1% na despesa corrente do Estado. No próximo ano vão pesar 77,7%.

Como é que se mantém isto, se arranja mais dinheiro para pagar a conta astronómica dos juros e não se aumentam ainda mais, muito mais, os impostos? E como é que se consegue isto tudo e ainda se baixa o défice? Impossível, como é bom de ver. Não tem a ver com políticas ou ideologia. Tem a ver com aritmética que, neste caso, é tão fatal como a lei da gravidade.

Sem comentários:

Enviar um comentário