domingo, novembro 04, 2012

"políticas de crescimento"

Negar a realidade como alternativa:
Na última década, sucederam-se os défices e as “políticas de crescimento” e o resultado, além da actual situação de bancarrota do país, foi um crescimento económico praticamente nulo, mas infelizmente negar a realidade continua a ser a opção politicamente mais confortável para muitos: Seguro diz que alternativa aos cortes é o crescimento económico
A apologia do pântano:
Não constitui grande novidade mas fica bem claro que se depender de António José Seguro fica tudo na mesma. Numa brilhante conclusão que lhe devia merecer o Nobel da Economia Ficamos a saber que, mau grado o absurdo nível da extorsão fiscal, não é despesa que é grande mas é a receita que escasseia. Dependendo dele ficaremos à espera do milagroso crescimento económico. Porventura impulsionado pelas conhecidas “políticas de crescimento” que fizeram mais pelo crescimento da dívida que da economia. Resumindo. A receita certa para nos continuarmos a afundar no lodo.

Sem comentários:

Enviar um comentário