segunda-feira, Novembro 12, 2012

Rant Liberal do Dia

Oh, my worldview is simplistic? what's your answer then? let government do it. that is complex and profound.
Para qualquer necessidade social há milhares de soluções de mercado. Mas os socialistas (vermelhos, rosa, laranja, azuis... apartidários) só pensam numa coisa - "o Estado tem obrigação", "devia haver uma lei", "se houvesse mais liderança política", etc etc. A "lógica" é interessante. Não deixaríamos que nenhuma coisa da nossa vida (daquelas que controlamos) fosse gerida por um político ou por um burocrata do Estado. Ou ter de submetê-las à aprovação de vizinhos - pensem no que vão comer hoje ao jantar por exemplo. Mas no que diz respeito à vida de milhares de pessoas, o Estado tem de intervir. É cognitivamente interessante, para não dizer trágico.

5 comentários:

  1. Caro António,

    A profusão legislativa é um traço cultural do nosso país. Não é propriedade do socialismo. Os liberais indígenas também sucumbem a esse vício.

    Cumprimentos,

    Luís Marvão

    ResponderEliminar
  2. Caro Luís,
    Por favor explicite a quem se refere como "liberais", quais foram os resultados do dito vício, e como compatibiliza as duas coisas...

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. Caro António,

    Os liberais governaram durante grande parte do século XIX. Não faltam por isso exemplos dessa pulsão legislativa.
    E não vale a pena tapar o sol com a peneira, o António sabe que este governo está cheio de liberais. No entanto, temos um Estado cada vez mais intrusivo da vida dos cidadãos. E não há estado intrusivo sem produção de leis e leis.
    Consequência dessa profusão legislativa é o capitalismo de compadrio florescente. Exemplos? António Borges e a RTP, ou Braga Macedo em terras de Moçambique, onde patrocinou a a expensas dos contribuintes a exposição da filha. Ora estas duas figuras estão, ideologicamente falando, no espectro do liberalismo.
    Repare, não estou dizer que tais pecadilhos são traço do liberalismo, apenas que os homens e mulheres deste país a eles sucumbem facilmente. Liberais, sociais-democratas, cristãos sociais, socialistas, comunistas, etc.

    Cumprimentos,

    Luís Marvão

    ResponderEliminar
  5. As árvores conhecem-se pelos frutos. Se os governantes _são_ iliberais, por muito que sejam classficados como liberais (sim há muita disfunção cognitiva por aí), não o são. A realidade é o que é. A menos que "liberais" queira dizer "não-marciano", mas não estou para essas ginásticas semânticas.

    ResponderEliminar