quinta-feira, novembro 01, 2012

Sobre a sociopatia do "combate à evasão fiscal"

Das alternativas de Helder Ferreira:
Hoje há centenas de milhar de portugueses que para sobreviver com um mínimo de comodidade fazem biscates, recebem pagamentos sem documentos, fazem pequenos trabalhos sem os declarar. Centenas de milhar, não são uns quantos. Para estas pessoas, a diferença entre cobrarem-lhes ou não impostos é a diferença entre comerem ou não, poderem ter dinheiro para um passe de transportes públicos ou para gasolina, ou para pagarem os livros escolares dos filhos ou para eventualmente poderem sair de casa de vez em quando ou jantarem fora uma vez por mês. Isto é a economia paralela, não são banqueiros e milionários, que esse não precisam, evitam pagar mais do que já pagam, e não é pouco, de forma legal. E mudam de sítio se os chateiam.

Sem comentários:

Enviar um comentário