quarta-feira, dezembro 26, 2012

O interesse nacional

O interesse nacional por Alberto Gonçalves:
Após a British Airways ter sido totalmente privatizada, os britânicos deixaram de viajar pelos ares, a nação perdeu a razão de existir e o Reino Unido entrou em colapso. Após a Lufthansa ter sido quase totalmente privatizada, os alemães deixaram de viajar pelos ares, a nação perdeu a razão de existir e a Alemanha entrou em colapso. Após a Swissair ter aberto falência, os suíços deixaram de viajar pelos ares, a nação perdeu a razão de existir e a Suíça entrou em colapso. Etc.
Nenhuma surpresa: a beleza do socialismo acaba quando aquilo que se ganha com o dito não compensa aquilo que se perde. Enquanto se beneficia directa ou indirectamente da redistribuição "social", como no caso dos actores que auferem fortunas em produções subsidiadas, a redistribuição é uma maravilha. Se essas fortunas saltitam quase inteirinhas para os cofres do Estado, a redistribuição é um roubo. A essência da esquerda é estar do lado certo do saque.
À semelhança de outras monstruosidades erguidas nas últimas décadas pelo país afora, o meteorito constituiu um desígnio nacional, isto é, uma demonstração da infinita capacidade dos portugueses em encomendar lixo, pagar lixo e, no fim, jurar a pés juntos que o lixo é lindíssimo, moderno e fundamental. Se o conceito de provincianismo não existisse, seria inventado para definir a história da Casa da Música.

Sem comentários:

Enviar um comentário