quinta-feira, janeiro 31, 2013

Ainda a despesa pública

Via O Insurgente, Ainda a despesa pública:
[A] dívida pública decorre da margem havida no passado de não fazer corresponder a um certo nível de despesa pública os impostos que a tornam sustentável.

Desde pelo menos o século xix que tem havido uma enorme tentação de adiar as consequências da responsabilidade de escolher certos níveis de despesa pública, que se traduziu em défices elevados, cuja acumulação corresponde, grosso modo, à dívida pública. Ou seja, também aqui não podemos fazer uma avaliação favorável.

Depois disto, não me venham dizer, por amor de Deus, que a despesa pública portuguesa não tem problemas de maior. Até porque dizer que a despesa não está demasiado alta equivale a dizer que os impostos estão demasiado baixos.

Sem comentários:

Enviar um comentário