quinta-feira, março 21, 2013

a razia operada por efeito da oferta universal e gratuita de serviços públicos

Do outro mundo... por José Manuel Moreira:
Face ao crescendo de pessoas que buscam comida em instituições sociais e públicas, vamos imaginar .. que se resolvia garantir a todos o direito a refeições diárias, abrindo cantinas públicas e gratuitas em todo o País. O que aconteceria a seguir? O sistema de restauração, com excepção de uns tantos restaurantes de luxo para ricos do regime, entraria em colapso. Com o tempo o próprio saber culinário da população iria desaparecer: quem daí em diante se daria ao trabalho de cozinhar com comida ao lado grátis? No fim do processo toda a gente ficaria como a minoria inicial: sem capacidade para se bastar a si mesma e entregue à máquina estatal.

Por analogia, pretendia mostrar a razia operada por efeito da oferta universal e gratuita de serviços públicos ..
.. Pena é que a acusação aos políticos de imediatismo poupe o clero e os académicos, que são os principais mentores da nossa incapacidade em perceber que o bem que o Estado pode fazer é muito pouco, ainda que o mal seja quase ilimitado. O que ajuda a descurar o perigo de transformar os pobres em indústria lucrativa para o poder político.
Mas ecoa no Papa do outro mundo, Francisco: "Não podemos responder com verdade ao desafio de erradicar a exclusão e a pobreza, se os pobres seguem sendo objecto, destinatários da acção do Estado e de outras organizações em um sentido paternalista e assistencialista, e não sujeitos onde o Estado e a sociedade produzem as condições sociais que promovem e tutelam seus direitos e lhes permitem ser construtores do seu próprio destino."
..

Sem comentários:

Enviar um comentário