sábado, março 09, 2013

Transparência

Transparência: entre Monti e Grillo por José Manuel Moreira:
De outro modo, ver-se-ia que o sucesso de muitos políticos, tidos como vigaristas ou mentirosos, não é um exclusivo da classe política, mas uma exigência do eleitorado. As manifestações de 2 de Março são mais uma prova disso: se as pessoas desejam o impossível, mais despesa e menos impostos, só grandes mentirosos as podem satisfazer.

Monti e Grillo são, afinal, a verdade da mentira: a fantochada da neutralidade do Estado e a paródia anárquica dos poderes indirectos constituídos em redor de uma multidão de desejos, sentimentos, caprichos e interesses.

Sem comentários:

Enviar um comentário