terça-feira, abril 02, 2013

Máfia = Estado + Sindicatos + Patronato

UGT e patrões querem que o Estado financie subida do salário mínimo:
De notar que a maior parte dos trabalhadores sindicalizados (e especialmente os dirigentes) ganham acima do salário mínimo (e não é por serem sindicalizados, é por produzirem valor suficiente, o que atrai o parasitismo dos sindicatos); e que a maior parte dos "patrões" representados nestas associações paga aos seus trabalhadores acima do salário mínimo (tal como a maior parte das grandes empresas que necessariamente têm de angariar a melhor mão de obra, mesmo que não-qualificada). Ou seja, uma subida do salário mínimo para esta gente pouco afectaria no imediato, e teria o condão de eliminar concorrência "desleal" (malta que não quer ser parasito-sindicalizada, empresas pequenas que procuram competir com estruturas leves) - e gente que precisa de empregos! E a juntar a isto, querem que o contribuinte seja ainda mais expoliado pelo Estado - por políticos e burocratas que depois controlariam os dinheiros feitos "públicos" - para financiar as suas operações mafiosas e tão bem-intencionadas.

Sem comentários:

Enviar um comentário