quinta-feira, junho 27, 2013

estado empresário

O fim do estado empresário? por André Abrantes do Amaral:
O que se passa no Brasil é diferente do desejado pelos portugueses. Se aqueles parecem compreender que o dinheiro que o Estado cobra em impostos não é distribuído, mas encaminhado para quem tem ligações ao poder político, por cá não é assim. Apesar do sucedido com as obras públicas, os financiamentos às empresas públicas e os contratos com as privadas protegidas pelo Estado, em Portugal pede-se mais despesa e intervenção estatal. Pagamos a factura de um socialismo que há muito deixou de ajudar os pobres e apoia quem está no topo dos contactos e da agenda política, mas, porque a maioria está instalada, pouco importa.

Sem comentários:

Enviar um comentário