quinta-feira, junho 27, 2013

Rant Liberal do Dia

Ministério corta salário total a professores em greve parcial

Esta notícia já é da semana passada mas ilustra bem um conjunto de incentivos perversos que dão origem a comportamentos canalhas.

Em qualquer emprego do sector produtivo, se um trabalhador (ou série deles) boicotasse cirurgicamente as funções mais importantes do seu trabalho (por exemplo faltando a reuniões-chave, ou falhando com relatórios-chave, ou escusando-se a tomar decisões-chave), como chantagem, ia para a rua - mais cedo ou mais tarde. Nem na empresa privada mais esclerozada isto seria admitido.

Ora, no muito socialista sistema de "educação" estatal, isto não tem importância. A sabotagem das avaliações é para ser penalizada só com o corte de um salário diário, e ficamos todos amigos. E discute-se que quanto muito que o desconto no salário devia ser proporcional à falta de assiduidade daquelas horas - quando obviamente o efeito no sistema é muito mais profundo.

Tanto de um lado (Ministério) como do outro (sindicatos) tratam os professores como se fossem jornaleiros, ou figurantes pagos à hora. É uma mentalidade feudal, quanto muito da idade da revolução industrial - ou não fossem as escolas estatais geridas como fábricas. Os alunos e os pais, esses, quesaestejamcalados.

Na nossa vida não confiamos nada a quem vai falhar de propósito justamente quando mais é importante - mas toda a gente parece feliz em proclamar que a escolaridade é importantíssima, e é tão bom que seja administrada por um sistema político-burocrático capturado por sindicatos mafiosos.

Sem comentários:

Enviar um comentário