quinta-feira, setembro 26, 2013

Rant Liberal do Dia

Quando alguém reclama mais "direitos sociais" (pagos com impostos, dívida, desvalorização), toda a matilha socialista reclama mais direitos sociais para _todos_, em nome da equidade, etc etc. É um mecanismo interessante porque utiliza o interesse particular para propagar o colectivismo. E assim o Estado cresce, e chegámos onde chegámos;

Quando alguém pede menos impostos, sobretudo se for para si -- o que seria um excelente mecanismo social para todos terem menos esbulho fiscal --, há outra matilha que em nome da equidade, etc etc, em vez de dizerem sim senhor, é vosso direito, tomem lá, e vamos baixar os impostos dos outros, para diminuir desigualdades de tratamento fiscal, e reduzir despesa pública porque é a raiz do mal...

...torpedeiam o processo - porque afinal o que conta é a eficiência "tecnocrática" do Estado. Manter o status quo, fazer um planeamento central do dinheiro dos outros. Tudo em nome dos agregados macro, ou dos chamados "contribuintes", ou "consumidores", ou até do "bem comum" claro...

...como se algum estatista não se arrogasse saber como utiizar o dinheiro das pessoas, de forma nobre e abnegada, para melhorar a condição de "todos".

Sem comentários:

Enviar um comentário