sexta-feira, outubro 11, 2013

O gado contribuinte escapa-se

Tenho várias - demasiadas - objecções a esta "reportagem" Jovens portugueses qualificados emigram para poder "ser adultos", mas esta passagem é deliciosa:
Do lado de cá, e também porque não precisam das autoridades portuguesas para planear a sua saída, "estes jovens escapam totalmente às malhas das políticas públicas", ou seja, "deixam de existir". Assim, a única coisa que o país ganha com estas saídas é redução das taxas de desemprego, segundo Teixeira Lopes: "O país não conseguirá rentabilizar o facto de ter pessoas altamente qualificadas e bem inseridas no mercado de trabalho francês, se não conseguir chegar até estes jovens".

Sem comentários:

Enviar um comentário