terça-feira, setembro 16, 2014

Prisioneiros do Socialismo

Prisioneiros e Reguladores por José Manuel Moreira:
Lembrei-me então de uma piada de Walter Block, o grande "defensor do indefensável", destinada a audiências de reguladores, com primeiras filas repletas de economistas do sistema e advogados aptos a ganhar dinheiro com os dois lados. Vamos à piada. Três prisioneiros na ex-URSS desataram a comparar as penas a que tinham sido condenados. O primeiro disse ter sido por chegar sempre atrasado ao trabalho, sendo, por isso, acusado de defraudar o Estado. O segundo, que chegava muito antes da hora, foi acusado de ser puxa-saco. Ao terceiro, por chegar sempre a horas, acusaram-no de ter um relógio de pulso ocidental. O fartote de risos contrastou com o silêncio que se seguiu à segunda parte da piada. Que reza assim. Havia três prisioneiros nos EUA por violação da concorrência. O primeiro por cobrar preços elevados, foi acusado de exploração. O segundo, por preços baixos, acusaram-no de concorrência desleal e preços predatórios. Já o terceiro, por ter preços iguais aos dos outros, foi acusado de fazer cartel.

É este mundo kafkiano e parasitário que nos cabe aguentar. Até se conseguir ligar esta maldição à proliferação de entidades que nos policiam, fiscalizam e saqueiam. A bem da protecção dos interesses instalados no Orçamento do Estado. Num crescendo de legislação e controlos burocráticos que perseguem sem parar o cidadão comum.

Sem comentários:

Enviar um comentário