quarta-feira, novembro 30, 2016

donde vem a legitimidade do Estado

Tiros na água…:
Na verdade falta tudo, porque ao Estado nada escapa. E eu todos os anos me interrogo porque é que em vez de andarmos a discutir este ou aquele número, a justiça deste ou daquele imposto, a relevância desta ou daquela fábrica de baterias operada por robots, não discutimos antes o seguinte: qual é a legitimidade do Estado para cobrar impostos, determinar o que estudam os nossos filhos, quantos filhos devemos ter, tratar-nos da saúde, transportar-nos, quem recebemos em nossa casa e quanto lhe cobramos, a quem damos boleia e quanto lhe cobramos, o que comemos ou o que bebemos? Era isto o que deveríamos debater até à exaustão: donde vem a legitimidade do Estado para nos saquear, se endividar em nosso nome e no fim, não satisfeito, ainda determinar onde gastamos o pouco que nos sobrou depois do assalto?

Sem comentários:

Enviar um comentário